Chipre, o próximo destino

O próximo destino do projeto já está resolvido: Chipre. A pequena ilha no Mediterrâneo se tornou independente em 1960 e no início a constituição procurava atender interesses de gregos cipriotas e de turcos cipriotas, os dois povos que ocupavam o território. O presidente era grego e o vice (com poder de veto), turco. Após inúmeras crises, em março de 1964, foi aprovado por unanimidade no Conselho de segurança das Nações Unidas (ONU) uma resolução (186) que recomendava o estabelecimento de uma força de paz na ilha, já que a violência entre os dois grupos aumentou. Foi instaurada então a United Nations Peacekeeping Force In Cyprus (UNFICYP). Em princípio, ela duraria 3 meses. Mas está lá até hoje.
 
FullSizeRender (7)Em 1974, ocorre a real divisão do país. Um junta militar grega tenta um golpe de estado contra o presidente Makarios dia 15 de julho. Cinco dias depois, contrariando o Conselho de Segurança da ONU, forças militares turcas invadem o norte da ilha e ocupam o espaço de terra que viria a se tornar a República Turca do Chipre do Norte, reconhecida somente pela Turquia. Foi criada então pela UNFICYP uma buffer zone. Uma área desmilitarizada que divide a ilha em dois e está há mais de 40 anos abandonada. E é justamente esta área que será visitada pelo projeto no próximo mês, após uma autorização concedida pelos responsáveis da Força de Paz.
 
Até lá, vou postando curiosidades e contando um pouco mais da história da ilha.
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s